Receba as atualizações por e-mail

Cadastre seu e-mail:

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

A Record e seu ódio "anti-católico" - Por que será?

Salve Maria!

Navegando pela internet, me deparei com uma imagem que me indignou. Ela dispensa comentários e fala por si própria. É repugnante o ódio que estes da Universal, tem para com a Santíssima Virgem. Em minha opinião pessoal, este ódio tem uma explicação simples, mas que não convém ser dita aqui.

Abaixo a imagem:


          …Mas faria mais sentido se fosse um bezerro de ouro, não acham?


Fonte: http://universouniversal.wordpress.com/2011/10/31/ave-maria-agora-eu-entendi/

E para completar tem o episódio em que a TV Record, manipulando informações, e deixando (acho que sem perceber) transparecer seu profundo ódio à Santa Igreja de Nosso Senhor - Por que será? - "denuncia" a Deputada Myrian Rios por ser a autora de um projeto que pede dinheiro do Estado para a Jornada Mundial da Juventude de 2013, na cidade do Rio de Janeiro. Como que diz: Utilizar dinheiro público para culto religioso? Em um estado laico? Não é vedada a participação do Estado em culto religioso, pela constituição brasileira?


Mas que seja, utilizar dinheiro público para um evento católico, o que há de errado? Por que a Record também não se pronunciou frente ao investimento de 37 milhões para o Rock in Rio?

Um dos entrevistados diz:  "Têm hospitais precisando de médicos, remédio..."
Ok, ok. Então além de cancelar a Jornada Mundial, devem cancelar a Copa do Mundo, Olimpiadas... Muitos vão dizer: "Não, aí não!"  Mas por que? Se não querem utilizar verba pública (muito ínfima,  frente ao que seria injetado pelo público da JMJ na economia carioca) para um evento católico, não o utilizem para um esportivo, pois "a prioridade deve ser a saúde!" Antes de falarem algo, sejam coerentes!

Faço das palavras do sr. Marcos Paulo as minhas:


Agora vejamos os cálculos por baixo… se a JMJ no Rio em 2013 tiver a mesma participação que teve em Madrid, cerca de 2 milhões e meio de turistas e se cada um gastar com hospedagem, alimentação e compras  R$ 500  ( o que eu acho improvável gastarem tão pouco), seria injetado na economia carioca o valor de R$ 1 bilhão e 250 milhões de reais.
 Então, qual a motivação da Record com destinação de R$ 5 milhões para a estrutura do Evento?
 Perguntem aos donos de hotel, pousadas, restaurantes e camelôs se eles querem que cancelem o evento?
Em outro momento do vídeo ele entrevista algumas pessoas, e não me espanto que todas sejam contrárias ao evento. Ou, será que foi cortada alguma que apoiou?
O repórter pau mandado ainda diz que o evento será financiado com dinheiro público. É claro que R$ 5 milhões não daria nem para pagar o palco do Rock in Rio.
Para completar, há uma breve entrevista ao teólogo Rubens Teixeira, mas em sua página não mostra onde o entrevistado fez teologia,  pelo vídeo de Marcelo Crivella em sua página, podemos supor que seja um pensador protestante.
 Vejamos as palavras do tal teólogo: “Todas as vezes que o estado quis patrocinar, impor ou conduzir a religião foi ruim para o estado e foi ruim para a religião. E a religião é algo de foro íntimo.”
 Seria a Jornada Mundial da Juventude uma imposição religiosa do estado? Que absurdo!!  Como já mostrei, a JMJ não seria ruim para o estado, já que este sairia lucrando. Agora outro absurdo… A religião é de foro íntimo? Nunca foi! Os cristãos têm o direito de expressar publicamente a sua religiosidade. Estado laico não é sinônimo de estado ateu.
 A questão não é o dinheiro, mas o ódio que a Record tem da Igreja de Cristo, isto é, a Igreja Católica.
 Só um recado para os Jornalistas da Record: O POVO BRASILEIRO TEM O DIREITO A INFORMAÇÃO VERDADEIRA!
Convido a todos a divulgar as páginas, e postar a hashtag 

In Corde Iesu et Mariae
Voc. Allysson Vidal Vasconcelos
cruzinabalavel@hotmail.com
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...