Receba as atualizações por e-mail

Cadastre seu e-mail:

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Em defesa da Moral, Doutrina e Ensinamentos Católicos: O que você está fazendo para defender o que ainda resta da Cristandade, e restaurá-la?

Salve Maria!
Fora dos “ambientes sadios” que frequento (Igrejas, sedes, casas religiosas, etc.), me deparo com uma realidade totalmente diferente da que seria ideal para salvação das almas, e maior Glória de Deus Nosso Senhor.
O ideal a que me refiro seriam ambientes, costumes, hábitos, etc. voltados a levar toda uma sociedade de almas a converter-se gradualmente a cada dia, santificar-se cada vez mais, crescer em virtude e um dia, chegar a felicidade plena para de lá interceder pelos que aqui estão, e glorificar a Deus por Seu Reino Cristianíssimo na Terra. Reino este, sociedade esta, que proporcionasse a todas as almas viver no seio da Santa Igreja, até o último alento, partindo desta vida em comunhão se não sacramental, ao menos pela Graça, com Nosso Senhor e auxiliados pelos Sacramentos. Toda esta organização social, cultural é chamada Cristandade.



No meu último artigo fiz um resumo dos primeiros capítulos da magistral obra  “Revolução e Contra-Revolução” de Plinio Corrêa de Oliveira, com o intuito de incentivar sua leitura, dado que é um tema de flagrante atualidade e por muitos ignorado ou mal compreendido. Pois bem, nesta obra encontramos uma definição para civilização católica:
“Civilização Católica é a estruturação de todas as relações humanas, de todas as instituições humanas, e do próprio Estado, segundo a doutrina da Igreja.”
(Revolução e Contra-Revolução, Plinio Corrêa de Oliveira, Pg. 60 – Obra completa aqui)
Toda essa organização social e cultural já existiu, mais conhecida como Idade Média. Se a estudarmos, toda aquela mentirosa, tão difundida e velha história de “Idade das trevas” cai por terra, dado que foi justamente neste período de “tirania e repressão” que a sociedade mais se desenvolveu em todos os campos, sejam humanos ou espirituais. Porém, convém deixamos isto de lado, este já é tema para outro artigo.
Voltando ao que eu dizia no início, fora dos ambientes ainda sadios, ou seja na rua, escola, trabalho e muitas vezes dentro da própria casa parte ou traços da destruição que este longo processo que ainda se desenrola, chamado Revolução (termo que utilizo muito), causou na Cristandade. Isto se deu por uma explosão de Orgulho e Sensualidade que levou à decadência da Idade Média (Ver último artigo -uma síntese- aqui ou obra completa aqui).  Esta explosão inspirou toda uma cadeia de sistemas ideológicos que conduziram a degradação, em todos os sentidos, sobretudo moral, em que vivemos.
Graças à Providência Divina ainda restam alguns escombros do que já foi a gloriosa e pujante Cristandade. Escombros estes que, como católicos, devemos proteger, e na medida do possível reerguer/reconstruir.
A pergunta que gostaria de fazer é: O que você está fazendo, ou fez, para defender o que resta e reerguer a Cristandade?
Gostaria de deixar claro que não tenho a intenção de voltar à Idade Média (no sentido de retrocesso), pois foi um “Ápice Cristão” ao qual devemos grande parte do que ainda é bom, mas o que temos pela frente (o Reino de Maria, ver aqui), pelo qual devemos lutar, é muito mais elevado e glorioso do que sonhou ser a Idade Média.
E na questão da pergunta que fiz acima: Certa vez, quando argumentava sobre o porque lutar contra toda a degradação atual (como dito, iniciada pela explosão de orgulho e sensualidade, que ocasionou a decadência da Idade Média, e mais para frente à Reforma Protestante – início do processo que levou a degradação atual), um conhecido disse:
“Nosso Senhor veio trazer a paz! Contra o mundo (no sentido de conjunto social, cultural, religioso degradado) como está “luto” rezando ajoelhado no “pé do sacrário” e isto basta!”
Frente a isto, pergunto ao leitor é realmente esta a posição de fiel católico? Respondo com todas as letras, NÃO!. Leão XIII dizia:
“Ceder o lugar ao inimigo, ou calar quando de todas as partes se levanta incessante clamor para oprimir a verdade, é próprio, ou de homem covarde, ou de quem duvida estar em posse das verdades que professa. Uma e outra coisa é vergonhosa e injuriosa para Deus; uma e outra coisa contraria à salvação do indivíduo e da sociedade: isso aproveita unicamente aos inimigos do homem cristão, porque a covardia dos bons fomenta a audácia dos maus” (Leão XIII)."
Devemos rezar? Sim, e isto é muito importante, dado que os frutos do apostolado se dão pelas virtudes e santidade do apóstolo (pois este é canal da graça, e é através dela que se dão os frutos). Porém, rezar apenas, “cruzando os braços” de nada adianta! Devemos agir com energia, entusiasmo, coragem e este é nosso dever como católicos! “A juventude não foi feita para o prazer, mas sim para o Heroísmo!” e ainda “Avançar sempre, recuar nunca!”.
Devemos fazer protestos, abaixo-assinados, difusões de livros, campanhas, enfim tudo que estiver a nosso alcance para diminuir o passo da Revolução e desferir-lhe com o auxílio da Graça, da Providência, tal golpe que fará desmoronar tudo que ela levou anos, tramando, jogando, enganando, matando para “construir” e “avançar”.
Assim como os cruzados marcharam para Jerusalém para livrar a Cidade Santa das injúrias e profanações dos infiéis, marchemos para instaurar o Reino Cristianíssimo da Santíssima Virgem, restaurar esta Civilização Cristã, visando o bem das almas e a maior Glória de Deus Nosso Senhor, de sua Santa Igreja, e da Santíssima Virgem!
Esta é a Cruzada do Século XX!
Guerreiros da Virgem, avante!
“Eu porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e os descendentes dela. Estes esmagar-te-ão a cabeça e tu ferirás o calcanhar deles.” (Gen 3,15)
_____________________________________________________________________
Obs: Gostaria de deixar uma sugestão sobre uma maneira de efetivamente lutar contra esta degradação atual. O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira realiza frequentemente campanhas em defesa da Doutrina e Valores Católicos, e da Cristandade. (Ver vídeo aqui e aqui) A atual campanha e contra o Aborto.
Maiores informações http://www.ipco.org.br/home/ ou enviar email para:


cruzinabalavel@hotmail.com

In Corde Iesu et Mariae
Voc. Allysson Vidal Vasconcelos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...