Receba as atualizações por e-mail

Cadastre seu e-mail:

quinta-feira, 14 de março de 2013

A primeira Missa do Papa Francisco. O retorno do “altar-mesa” à Sistina.

Por: Fratres in Unum

Ao contrário do Papa Bento, que por algum tempo manteve certos costumes do pontificado anterior, Francisco faz já prevalecer suas preferências litúrgicas.
Por exemplo, para esta missa foi restaurado o “altar novo”, que permite a celebração versus populum. Este altar fora retirado há tempos por Bento XVI, que desde então só celebrava no altar antigo, versus Deum. Recordamo-nos que, à época, foi inclusive dado o argumento arquitetônico para a retirada do “altar-mesa”.

O sermão também está sendo proferido, neste instante, desde o ambão. Salvo melhor juízo, e nossos leitores poderão nos corrigir quanto a isso, o costume é que Pedro ensine desde sua Cátedra — não nos recordamos de ter visto nem João Paulo II, nem Bento XVI, proferindo sermões desde o ambão.

A disposição do altar “beneditino” também foi “adaptada”. Os castiçais estão nas extremidades do altar, deixando à vista o rosto do celebrante.

[Atualização às 13:53] – O Papa Francisco não se ajoelhou após a consagração das espécies (foto incluída abaixo), mas fez uma profunda reverência. Não sabemos se ele tem algum problema de saúde que o impeça de se ajoelhar ou se há alguma previsão litúrgica para tal procedimento — pedimos a nossos leitores mais versados em liturgia que nos esclareçam.










Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...