Receba as atualizações por e-mail

Cadastre seu e-mail:

quarta-feira, 25 de julho de 2012

E a obra continua...


Mesmo após ameaças, atentados, "estrondos publicitários", perseguição, provações, traição e revolta de parte significativa de seus membros, e atualmente resumida a um grupo bem menor ao que fora em seu apogeu, ainda sim, e apesar de tudo a obra iniciada por Plinio Corrêa de Oliveira, insigne líder Católico, consegue conquistar grandes avanços na defesa dos princípios básicos da Civilização Cristã....

Muitos afirmam: "um número reduzido de pessoas, não pode fazer nada!" De fato, sem o Auxílio da Graça, e de Nossa Senhora, nada disto seria possível. Com o auxílio destes, ainda que apenas um lute pela Causa Católica, é certa a Vitória Final...

Foi publicado já há algum tempo, no tal de "Blog do Zé" (Pertencente a José Dirceu) algo, ainda sim muito significativo.

Segue um texto que, apesar das máfias e algumas mentiras, mostra que apesar de todas as provações, a TFP continua sua luta em defesa da Civilização Cristã. Continua sua luta, sob o estandarte do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira.

Que está por trás dos movimentos anti-aborto?


Manifestantes que se apresentam como católicos e são contrários ao aborto retomaram a distribuição do famoso panfleto originalmente distribuído nas eleições de 2010 – e recolhido pela Polícia Federal em pleno segundo turno - no qual se recomenda que os brasileiros "deem seu voto somente a candidatos ou candidatas e partidos contrários à descriminalização do aborto". Claro, o folheto também critica o PT e Dilma Rousseff, à época, candidata à presidência.


-Os panfletos- tem entre os seus enfáticos apoiadores Dom Luiz Bergonzini, bispo emérito de Guarulhos, que recomendava a seus fiéis a não votar em candidatos pró-aborto.  A recomendação foi repetida pelo bispo, ontem (21/03/12), em uma manifestação com uma centena de pessoas em frente à catedral da Sé, em São Paulo.


Entre os fiéis que engrossavam o movimento, claro, constavam membros do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira, que se inspira nos preceitos da entidade de extrema-direita Tradição, Família e Propriedade, a velha e conhecida TFP.


Quem financia esse movimento?


A propaganda anti-aborto é só um pretexto para a ex-TFP, uma organização fascista, ressurgir, agora, sob as asas e o patrocínio de setores reacionários da Igreja Católica. A pergunta que fica aqui é: quem a financia?


Vejamos. A quantia é expressiva. Estamos falando de cerca de um milhão de panfletos. A sua publicação foi, de fato, bancada pela regional sul da CNBB, pelo bispo de Guarulhos, pela ex-TFP?


( http://www.zedirceu.com.br/index.php?option=com_content&task=view&&id=14853&Itemid=2 )
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...