Receba as atualizações por e-mail

Cadastre seu e-mail:

domingo, 1 de abril de 2012

Cordão da Mentira e a mentira da mídia


Edson Carlos de Oliveira



Ao som de sambinhas e discursos pífios, realizou-se hoje (1) na capital paulista a passeata intitulada "Cordão da Mentira" para protestar contra o golpe militar de 1964.

O inicio da manifestação ocorreu em frente ao cemitério da Consolação por volta das 15h, três horas depois do previsto. Segundo folheto distribuído aos participantes, o motivo da escolha deste local era porque aí está enterrado Plinio Corrêa de Oliveira, fundador da TFP, cuja sede na rua Martim Francisco foi um dos vários pontos de parada da passeata.

O nome escolhido (Cordão da Mentira) e a data (primeiro de abril) combinaram com a atitude da mídia ao cobrir o evento. Para esta, estiveram presentes cerca de 300 pessoas quando na realidade não havia mais que 80 manifestantes. É um cordão da mentira mesmo. Veja foto abaixo tirada na avenida Consolação, dá quase para contar nos dedos:


Segundo informa a Agência Estado - que teve a bondade de inflar o número de participantes para 200 - os organizadores esperavam reunir 1.400 pessoas.

A razão dos protestos contra a TFP é baseada em uma mentira, que de tanto a esquerda repetir muitos pensam ser real. Segundo conta o mito, a TFP teria organizado a famosa "Marcha da Família com Deus Pela Liberdade", ocorrida 13 dias antes do golpe de 1964. O que é falso. Além de não ser responsável pela tal marcha, a TFP foi alvo de protestos nela.

É o "Cordão da Mentira" cometendo a mesma falha moral que pretende atribuir a outros.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...