Receba as atualizações por e-mail

Cadastre seu e-mail:

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Re-postagem - O "homossexualismo animal"

Creio que o leitor já deve ter ouvido algum paspalho pró-homossexualismo falar que o homossexualismo é natural, pois está presente e catalogado em quase todos os animais. Muitos, ao ouvir isto, não sabem como responder. É este o intuito do presente artigo.

Primeiro, ordenemos este "pseudo-argumento":

"Os animais seguem os seus instintos de acordo com a própria natureza; ora, o comportamento homossexual é observável em animais; portanto, a homossexualidade está de acordo com a natureza animal; Como o homem é também animal, a homossexualidade está de acordo com a natureza humana."

Essa linha de raciocínio é insustentável, pois o homem não é um simples animal, e sim um animal racional, de tal forma que a sua animalidade não pode ser separada de sua racionalidade, que nele predomina. No homem não existe instinto puramente animal. Todo instinto do homem- mesmo o mais possante deles, que é o de conservação - pode ser controlado pela inteligência e pela vontade. Por exemplo, no soldado que vai à guerra. Quando alguém se refere a "homossexualismo animal", está de fato aplicando aos animais uma característica exclusiva de seres humanos, da mesma forma como acontece quando dizemos que um animal é corajoso, bondoso, perspicaz.

Explica o Dr. Antônio Pardo:

"Propriamente falando,
a
homossexualidade não
existe entre os animais. 
Os cientistas explicam que algumas formas observáveis e excepcionais do comportamento animal não resultam dos instintos animais, e sim de outros fatores. Como os animais não são dotados de inteligência e vontade, quando dois impulsos instintivos se chocam - por exemplo, os extintos de conservação, domínio, reprodução - prevalece o que é mais favorecido pelas circunstâncias, e isto pode resultar e "filicídio", "canibalismo", e também numa aparente "homossexualidade".

Explica o Dr. Antônio Pardo, professor de Bioética na Universidade de Navarra, Espanha: "Propriamente falando, a homossexualidade não existe entre os animais. Por razões de sobrevivência, o instinto reprodutivo entre os animais é sempre orientado para um indivíduo do sexo oposto. Portanto um animal nunca pode ser propriamente homossexual. A interação com outros instintos, particularmente o de dominação, pode resultar em comportamento que parece ser homossexual, mas não pode ser avaliado como homossexualidade animal. Significa apenas que o comportamento sexual animal abrange também outros aspectos além da reprodução". Em outros termos, como os animais não têm recursos humanos como a entonação da voz e a expressão fisionômica, para transmitir certas expressões de carinho, medo, domínio ou submissão, eles podem se servir de atos derivados do instinto sexual para mostrar isso. Certas tentativas de acasalamento entre machos ou entre fêmeas tem essa significação, escapando do campo propriamente sexual.

"Homem e Mulher Deus os Criou"
Por que devo defender a família
Pe. David Francisquini
Artpress 2011
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...